newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



Rolamentos FAG em Wimbledon

3 Setembro 2009

Escolhidos para a nova cobertura retráctil.

Mais de 300 rolamentos autocompensadores de rolos da FAG, uma das marcas do Grupo Schaeffler, desempenham um papel vital no suporte do novo teto retráctil sobre o rectângulo central de Wimbledon, Reino Unido. A cobertura foi projectada para abrir e fechar em menos de 10 minutos.

A cobertura, aberta ou fechada, possibilitará que os jogos aconteçam sobre superfícies firmes e seguras, evitando derrapagens. Mesmo fechado, o teto translúcido permite que uma alta percentagem de luz natural chegue até o chão, garantindo a protecção da relva nas mais adversas condições de tempo.

O desenho do tecto é tipo sanfona, em “tecido estrutural com dobras em concertina” possibilitando que este seja dobrado em um espaço bem comprimido, quando não estiver sendo usado para cobrir a quadra. O tecto é translúcido o suficiente para dar uma sensação de “espaço aberto”, mesmo estando fechado.

Com um total de 5.200 metros quadrados, o tecido é feito de um material estrutural especialmente desenvolvido, muito forte, altamente flexível e à prova d’água. Um sistema de fluxo de ar retira a condensação dentro do espaço garantindo um ambiente interno extremamente confortável para espectadores e jogadores.

O teto retráctil divide-se em duas partes com um total de nove seçcões (vãos) de tecido estrutural – quatro secções em uma parte e cinco na outra. Cada uma das secções está fixada em tirantes prismáticos de aço. São 10 tirantes no total, que se estendem em 77 metros sobre a quadra. As extremidades de cada tirante são suportadas por um jogo de rodas, que se desloca ao longo de um trilho posicionado em cada lado da quadra central.

Durante a preparação para encerramento do teto retráctil, uma parte permanece dobrada no lado norte da quadra, ao passo que o outro se mantém no lado sul. Para garantir o movimento preciso do tecto, utiliza-se uma combinação de actuadores eléctricos, servomotores e braços de alta precisão. Esse sistema separa os tirantes, ao mesmo tempo em que desdobra e estende o tecido por cima e entre os mesmos, sobre toda a extensão da quadra.

Nas extremidades dos tirantes há componentes que mais parecem enormes dobradiças. Os rolamentos autocompensadores de rolos Schaeffler estão incorporados nessas dobradiças. Os rolamentos, lubrificados com graxa de alto desempenho, foram escolhidos pelo seu baixo índice de atrito e sua capacidade de compensar grandes desalinhamentos.

Como os rolamentos estão completamente blindados dentro dos membros articulados, eles não estão expostos às condições climáticas externas. Por isso, a Schaeffler pôde seleccionar rolamentos da sua linha padrão, facilitando e agilizando seu uso e fornecimento.

A forma arqueada do topo dos tirantes ajuda a estrutura a resistir às pressões dos elementos, tais como vento, chuva e neve, quando o teto está estendido e fechado sobre a quadra central.

Tendo em vista um público de 15 mil pessoas sentadas na área da quadra central, além das condições imprevisíveis de vento e tempo, os rolamentos são peças críticas para o suporte da cobertura retráctil. Segurança, confiabilidade e necessidade mínima de manutenção foram factores cruciais desse projecto. Com graxa para facilitar a manutenção e garantir uma longa vida operacional, a durabilidade desses rolamentos é de 20 a 25 anos.

Um exemplo típico do suporte técnico oferecido pela Schaeffler verificou-se nas instruções de montagem dos rolamentos. Os engenheiros da Schaeffler deram todas as informações e instruções, o que ajudou a acelerar o processo de montagem.

Clique nas imagens em baixo para ampliá-las



Rolamentos FAG escolhidos para a nova cobertura retráctil de Wimbledon Rolamentos FAG escolhidos para a nova cobertura retráctil de Wimbledon Rolamentos FAG escolhidos para a nova cobertura retráctil de Wimbledon
Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais