newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



Baterias > Tudor


Destaque I
Tudor Tech-Tronic2
 

A Tudor Tech-Tronic2 é uma bateria isenta de manutenção desenhada para suportar mais ciclos de descarga/carga* e com uma resistência à vibração melhorada comparativamente à baterias standard. Estes benefícios chave são resultado da Tecnologia de Pesados da Exide Technologies.

A bateria contém placas positivas mais espessas e uma cobertura especialmente desenvolvida para exercer pressão de forma a manter o material activo firmemente colado à grelha. Um envelope separador encerra totalmente cada placa positiva para reduzir o risco de curto-circuito.

Estas características tornam a Tudor Tech-Tronic2 na escolha certa para os veículos de hoje, especialmente aqueles equipados com dispositivos electrónicos/eléctricos tais como GPS, ACC, assentos aquecidos e sistemas de entretenimento a bordo.

A tampa dupla da bateria Tudor Tech-Tronic2 é selada a quente, o respiradouro central com detentor de ignição permite a saída de gás de forma controlada, o sistema labiríntico previne o ácido de verter e permite o retorno de partículas de ácido de forma segura (a Tudor Tech-Tronic2 passou o teste de rolamento**), e por fim um indicador avançado permite controlar rapidamente o nível da carga. Estes atributos fazem com que esta bateria corresponda aos requisitos de Equipamento de Origem.

*360 ciclos vs 180 de baterias standard com 25% de profundidade de descarga de acordo com a Norma Europeia 50342 relativa ao teste de resistência.

**Teste de Rolamento: a bateria carregada é completamente virada ao contrário durante um período de dois minutos sem qualquer fuga de líquido.

Destaque II
Tudor Tech-Start+
 

A Tudor Tech-Start+ é uma bateria isenta de manutenção desenhada para suportar até mais 10.000 arranques do motor*, de forma a satisfazer o estilo de condução dos dias de hoje, que é frequentemente do tipo pára arranque.

A tecnologia avançada de produção da placa EXMET, as grelhas de metal expandidas, assim como a utilização de ligas mais resistentes à corrosão, permitiram a concepção de uma bateria com mais placas em cada célula; o resultado é a melhoria da corrente nos arranques a frio e o número e a fiabilidade dos arranques do motor ao longo da via útil da bateria. Estas características tornam a Tudor Tech-Start+ na escolha certa para uma potência de arranque e fiabilidade elevadas, especialmente sob baixas temperaturas.

A tampa dupla da bateria Tudor Tech-Start+ é selada a quente, o respiradouro central com detentor de ignição permite a saída de gás de forma controlada, o sistema labiríntico previne o ácido de verter e permite o retorno de partículas de ácido de forma segura (a Tudor Tech-Start+ passou o teste de rolamento**), e por fim um indicador avançado permite controlar rapidamente o nível da carga. Estes atributos fazem com que esta bateria corresponda aos requisitos de Equipamento de Origem.

*vs uma bateria standard de acordo com testes da Indústria.

**Teste de Rolamento: a bateria carregada é completamente virada ao contrário durante um período de dois minutos sem qualquer fuga de líquido.

Destaque III
Tudor TST
 

A bateria TST, é uma inovadora bateria de arranque para veículos ligeiros e pesados, totalmente sem manutenção, que cumpre com as especificações de todos os fabricantes de veículos, em termos de rotação, inclinação, manipulação, vibração, ciclos térmicos, sobrepressão e ensaios de segurança, revelando-se, por isso, compatível com uma vasta gama de modelos automóveis disponíveis no nosso mercado. A bateria Tudor TST, incorpora uma série de características que a tornam num produto avançado no mercado das baterias de arranque: um novo desenho de armadura, um avançado e exclusivo sistema de fecho, e a inclusão de um novo separador de bolsa de polietileno.

A sua nova armadura laminada e expandida em chumbo (Pb)-cálcio (Ca)-estanho (Sn), constitui a última inovação tecnológica em baterias. O lingote de liga de chumbo é laminado (por acção de cilindros) num conjunto de calandras até à obtenção da lâmina que depois é perfurada e estirada, adquirindo a estrutura da armadura. Graças ao aumento dos grãos de chumbo laminados e alargados (7 grãos por mm 2 sem laminação versus milhares de grãos por mm2 com laminação) a armadura suporta as mais duras condições de oxidação, sem corrosão, mesmo a altas temperaturas. Garante-se, assim, uma bateria mais resistente ao calor, totalmente reciclável, isenta de manutenção (não é necessário verificar níveis nem adicionar água) e de armazenamento prolongado (mais de um ano sem necessidade de carga). Uma maior duração sem envelhecimento.

A bateria TST apresenta um sistema de fecho exclusivo, patenteado pela Tudor. Este sistema funciona com um disco de fecho que fixa a membrana e o feltro ao corpo principal do tampão, garantindo uma alta fiabilidade e actuando como válvula de segurança em caso de sobrecarga anormal. É utilizada uma membrana especial microporosa feita com feltro de poliéster (PTFE), que se revela permeável ao gás mas impermeável ao líquido; impede a saída de eléctrolito, detém a saída de aerossóis de ácido e tem a capacidade de impedir a passagem de faíscas eléctricas. Este sistema mostrou-se eficaz em qualquer posição da bateria durante o “roll-over test”.

O corpo do tampão e todas as partes plásticas são em polipropileno termoresistente, garantindo o acoplamento constante durante todo o tempo de duração da bateria. O desenho da válvula de segurança reduz a pressão interna, criando uma via de escape preferencial para a saída do gás, minimizando, assim, os riscos de explosão. Foram superados todos os ensaios nas circunstâncias mais desfavoráveis utilizando membranas artificialmente deformadas e engorduradas. Destaque-se, ainda, a presença de um labirinto que detém as eventuais partículas de matéria activa, evitando a obstrução do feltro. Este sistema de fecho permite aos fabricantes de automóveis colocar a bateria fora do compartimento do motor.

Por último, deve referir-se o novo separador de bolsa de polietileno que se revela ultra resistente. Ao embolsar as placas, evita-se o contacto entre as mesmas, eliminando os curto-circuitos; devido à baixa resistência eléctrica e alta porosidade do separador, obtêm-se melhores rendimentos eléctricos. Este melhor rendimento eléctrico (arranque a frio/reserva de capacidade) assegura uma maior protecção dos equipamentos eléctricos e electrónicos do veículo. Capacidades: 35 Ah a 95 Ah.

ACERCA DA TUDOR
 

A marca de baterias Tudor, hoje integrada na Exide Technologies, tem a sua génese em 1890, quando Henri Tudor inicia a companhia Franco-Belga Tudor, tendo a Sociedade Portuguesa do Acumulador Tudor, SA (SPAT), surgido a 1 de Julho de 1920. Em 1935, dá-se a instalação no Dafundo da primeira unidade industrial de baterias, tendo o ano de 1950 ficado marcado pela fundação da nova fábrica em Castanheira do Ribatejo, devido à saturação da fábrica do Dafundo.

Entre 1994 e 1995, a Exide Corporation, o maior grupo mundial de baterias, adquiriu a BIG no Reino Unido, a TS em Espanha e a CEAC (Tudor e Fulmen), fundindo as três companhias sob a designação Exide Europe, e tornando o Grupo Exide num líder global.

A Exide Technologies é uma companhia norte americana com operações em 89 países, sendo um dos maiores produtores e recicladores mundiais de baterias de chumbo-ácido. Os quatro grupos globais de negócio da companhia – Transportation Americas, Transportation Europe and Rest of World, Industrial Energy Americas e Industrial Energy Europe and Rest of World – providenciam uma gama compreensiva de produtos de armazenamento de energia eléctrica e serviços para aplicações na indústria e transportes.

As aplicações para transportes destinam-se ao Equipamento de Origem e aftermarket, nas categorias automóvel, pesados, agrícola e náutica, e novas tecnologias para veículos híbridos e aplicações automóveis de 42 volts.

A companhia possui 14 fábricas de produtos industriais (4 na América do Norte, 8 na Europa, 2 na Ásia); 13 fábricas de produtos para meios de transporte (5 na América do Norte, 6 na Europa, 2 no Médio Oriente); 5 fábricas de plásticos (1 na América do Norte, 4 na Europa); 10 unidades para reciclagem de baterias (6 na América do Norte, 4 na Europa); 2 unidades de carregamento (ambas na Europa); 4 centros de distribuição (3 na América do Norte, 1 na Europa).

O Grupo Exide fabrica uma em cada quatro baterias em todo o mundo (uma em cada três baterias na Europa), num total de 52 milhões de baterias de arranque por ano.

Integra as seguintes marcas: Absolyte, American, BIG, Centra, Champion*, Chloride Motive Power, Deta, Emisa, Exide, Fulmen, Hagen, Lyac Power, Marathon, Marshall, Exide Select Orbital, Pacific Chloride, PAK, PCA, Prestolite, Saem, Sonnak, Sonnenschein, Sprinter, Stowaway, Sunlyte, Trailblazer, Tudor e York.

A Exide foi fundada em 1988 pelo famoso cientista Thomas Edison, tendo a denominação tido origem nas palavras «EXcelent oxIDE», material que quis fabricar a fim de produzir baterias de qualidade superior.

*A Champion é uma marca registada da Federal-Mogul Corporation.

Textos: João Lima e Tudor | Fotos: Tudor


Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais