Home / COVID-19 / Endividamento das famílias disparou
PUB

Endividamento das famílias disparou

A data marcada no calendário para o fim das moratórias de crédito é setembro de 2021 e com isso um agravamento da situação.
20 Fev. 2021
Endividamento das famílias disparou
PUB
No ano em que Portugal foi fustigado com uma das maiores crises económicas de sempre, o endividamento das famílias disparou para o nível mais alto dos últimos quatro anos. No total, o nível de dívida das famílias cresceu 2,3 mil milhões de euros (ME) para os 141,3 mil ME, segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal. A data marcada no calendário para o fim das moratórias de crédito é setembro de 2021. Numa altura em que...
No ano em que Portugal foi fustigado com uma das maiores crises económicas de sempre, o endividamento das famílias disparou para o nível mais alto dos últimos quatro anos. No total, o nível de dívida das famílias cresceu 2,3 mil milhões de euros (ME) para os 141,3 mil ME, segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal.

A data marcada no calendário para o fim das moratórias de crédito é setembro de 2021. Numa altura em que está em cima da mesa o prolongamento de moratórias para áreas de atividade mais pressionadas pela crise, o turismo quer ver o adiamento das prestações de empréstimos alargado pelo menos até ao final do ano. 

O atraso de cinco semanas no plano de vacinação para imunizar a população contra o SARS-CoV-2 poderá custar aos cofres da Europa cerca de 90 mil milhões de euros se o ritmo do processo não acelerar, estima a Euler Hermes.
PUB  
PUB  
PUB