Home / Mercado / OCDE: Zona Euro a lume brando
PUB

OCDE: Zona Euro a lume brando

OCDE antecipa um crescimento económico moderado.
10 Set. 2020
OCDE: Zona Euro a lume brando
PUB
A OCDE antecipa um ritmo de crescimento económico moderado para o conjunto dos seus países membros, mas também na Zona Euro e principais economias. Em Portugal, o mecanismo sucessor do lay-off só recebeu pedidos de empresas em crise devido à pandemia para manter pouco mais de 50 mil trabalhadores com horários e salários reduzidos, o que corresponde a apenas 6% dos trabalhadores que foram abrangidos pelo lay-off simplificado entre abril e...
A OCDE antecipa um ritmo de crescimento económico moderado para o conjunto dos seus países membros, mas também na Zona Euro e principais economias.

Em Portugal, o mecanismo sucessor do lay-off só recebeu pedidos de empresas em crise devido à pandemia para manter pouco mais de 50 mil trabalhadores com horários e salários reduzidos, o que corresponde a apenas 6% dos trabalhadores que foram abrangidos pelo lay-off simplificado entre abril e julho.

Os trabalhadores informais têm até domingo para pedir o novo apoio de 438,81 euros trazido com as alterações ao Orçamento do Estado deste ano. Já um estudo da ManpowerGroup para o quarto trimestre aponta que 9% das empresas no país admite despedir este ano devido às consequências da pandemia.

No mundo


Os EUA continuam a ser o país mais afetado por esta pandemia, seguidos da Índia e do Brasil. Atualmente há 25.873 norte-americanos infetados e, com a pandemia a dificultar o acesso a serviços consulares nos EUA, os líderes da comunidade portuguesa estão a pedir a Portugal que ajude a resolver problemas exacerbados nos últimos meses. Segundo o Ministério da Saúde da Índia, o número total de casos chegou aos 4,37 milhões e o de mortes subiu para 73.890. O Brasil ultrapassou barreira dos 127 mil mortos devido à COVID-19 (127.464) após ter contabilizado 504 óbitos, de ontem para hoje, informou o executivo do país.

Na Europa, Espanha contabilizou ontem 8.964 novos casos de COVID-19, um terço dos quais na região de Madrid, elevando para 534.513 o número de infetados desde o início da pandemia, segundo números divulgados pelo Ministério da Saúde espanhol. Desde o início da pandemia, 30.764 pessoas já morreram em França devido à COVID-19 e ontem foram identificados 6.544 novos casos.

A Inglaterra vai proibir os encontros sociais com mais de seis pessoas, tanto no interior como no exterior, a partir da próxima segunda-feira, tendo em conta o avanço preocupante das infeções por COVID-19 nos últimos dias.

A República Checa está de novo a braços com um aumento considerável de novos casos. Um crescimento três vezes superior ao do país vizinho, a Alemanha, e bem acima do que acontece atualmente em Portugal. 
PUB  
PUB  
PUB