newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



Infravermelhos

7 Setembro 2009

A eficácia dos dispositivos de Onda Curta vs Onda Média na secagem da pintura automóvel.

O sistema de secagem por infravermelhos funciona de forma diferente relativamente ao método mais standard de cura da pintura utilizando ar aquecido (aquecimento convencional). Este método usa um grande volume de ar aquecido, que em troca aquece o veículo inteiro, sendo, inquestionavelmente, o método mais eficiente de secagem em repinturas totais do veículo. No entanto, como a maioria do trabalho numa oficina média consiste em reparações de painéis, com este método, muita da energia é desperdiçada no aquecimento de partes que não foram pintadas.

A vantagem da secagem por infravermelhos é que só aquece os objectos que estão próximos, focando-se a energia onde é precisa. Os dois tipos mais comuns de infravermelhos usados na secagem da pintura automóvel são os de Onda Média e Onda Curta, com os últimos a provarem serem mais rápidos. Tipicamente, os tempos de secagem destes são metade dos de Onda Média.

Os infravermelhos por Onda Curta não só produzem temperaturas mais elevadas, como também penetram mais fundo nos objectos. Outro benefício é que os infravermelhos Onda Curta utilizam a energia mais eficientemente, reduzindo as despesas de aquecimento até 90%.

O crescimento da tecnologia de infravermelhos tem sido rápida nos últimos anos, ganhando cada vez mais adeptos, tudo indicando que esta tendência continue quer com o uso de altos sólidos como com a utilização de tintas aquosas.

Texto: João Fajardo e Trisk | Fotos: Trisk
 




Infravermelhos de onda curta Infravermelhos de onda média
Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais