newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



Desmontagem e Montagem de Bombas de Água

8 Setembro 2009

A substituição de uma bomba de água requer o cumprimento de determinadas etapas para que não se comprometa o bom funcionamento do motor.

  1. Esvaziar o circuito de refrigeração.
  2. Verificar se o circuito está limpo e, em caso de necessidade, limpá-lo com detergentes especiais para eliminar os restos de óxido e sedimentos, fazendo funcionar a bomba antiga, nunca a nova.
  3. Retirar a bomba de água seguindo o método prescrito pelo construtor do veículo.
  4. Visualmente, verificar a hermeticidade do conjunto do circuito de refrigeração.
  5. Em caso de necessidade, mudar os tubos de borracha em mau estado.
  6. Limpar o alojamento onde irá ser instalada a nova bomba de água.
  7. Tirar a junta velha, limpar ambas as superfícies de contacto e assegurar que não estão com golpes ou arestas.
  8. Substituir todas as braçadeiras de aperto que intervêm na hermeticidade do circuito.
  9. Substituir o termostato e o termocontacto para garantir uma reparação de qualidade.
  10. Montar a bomba de água nova segundo o método que o construtor preconiza. NOTA: se se usar um selador, deixar consolidar o tempo indicado.
  11. Onde existe um ventilador automático, comprovar o estado dos rolamentos e o seu funcionamento (ver instruções do fabricante). AVISO: o mau funcionamento do ventilador automático pode provocar graves avarias na bomba de água devido ao excesso de vibrações.
  12. Verificar se a bomba de água gira livremente sem nenhum ponto de bloqueio.
  13. Verificar o estado das palas do ventilador. Um mau equilíbrio provoca graves avarias no rolamento da bomba.
  14. Aconselha-se montar uma correia nova (de distribuição ou multi-V) e a roldana tensionadora, quando se substitui a bomba de água, de modo a garantir a longevidade da reparação. Para esse fim, algumas marcas disponibiliza kits de substituição, que contêm uma bomba de água, uma correia e uma roldana tensionadora.
  15. Esticar as correias de accionamento respeitando a tensão recomendada.
  16. Para fazer uma purga eficaz do circuito de refrigeração, colocar o botão de aquecimento do habitáculo na posição “Inverno”.
  17. Encher o sistema com o líquido refrigerante recomendado.
  18. Quando o motor alcança a sua temperatura de funcionamento (ventilador em andamento), verificar a estanquecidade do circuito.

    Precauções
  • Não juntar nunca o líquido de refrigeração com o motor quente. Esperar sempre pelo menos uma hora depois de desligar o motor, já que a chegada de líquido frio ao motor quente pode provocar uma choque térmico e causar a ruptura do aro primário da junta mecânica;
  • Não pôr nunca o motor em funcionamento sem líquido de refrigeração, mesmo durante pequenos períodos de tempo, já que há o risco de provocar um sobreaquecimento da junta mecânica e causar o seu deterioramento;
  • Ao começar a funcionar a bomba de água, pode dar-se uma pequena fuga de líquido pelo orifício de drenagem da mesma. Este fenómeno, juntamente com as condições de início de funcionamento da junta mecânica, é normal e não indica nenhum problema com a bomba de água.

Texto: Pedro Fontes e SKF | Fotos: SKF




Bomba de água integrada no sistema de refrigeração do motor
Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais