newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



A União Faz a Força

27 Agosto 2009

A união de pequenas empresas de reparação permite-lhes conquistar mais espaço.

Elvis Charley Ludwig, proprietário da oficina Prevencar e coordenador do Núcleo Estadual de Automecânicas de Santa Catarina (NEA), Brasil, mostra como a união de pequenas empresas de reparação permite-lhes conquistar mais espaço. No Brasil como em Portugal a União Faz a Força é um princípio universal.

"A união tem levado pequenas empresas da reparação a conquistar cada vez mais espaço; temos que enxergar quem são os verdadeiros concorrentes.

“Quase todas as vezes que tenho a oportunidade de participar do lançamento de um novo Núcleo de Automecânicas, sou questionado por empresários envolvidos no evento: ‘Elvis, o que faz você pensar que vou repassar todas as minhas valiosas informações? Lutei toda a minha vida para consegui-las e agora vou ter que dividir com meus concorrentes que estão nessa sala?’ - perguntam eles.

”Quase sempre a resposta é a mesma. ‘Todos aqui devem trabalhar em conjunto e, em consequência disso, ter algum tipo de benefício’ – explico. Eu sei que, na maioria das vezes, apenas 15 ou 20% das pessoas que ali estão se ocupam verdadeiramente do andamento do processo. Os outros 80 ou 85% dos participantes ficam esperando que apareça alguém, com alguma solução mágica, para resolver todos os problemas. Mas, cá entre nós, sabemos de cor e salteado que isso não acontece. Por outro lado, graças ao mundo baseado em crenças em que vivemos, uma grande parcela de empresários ainda acha possível trabalhar isoladamente. Enquanto nações e até continentes inteiros se associam, nós, os pequenos empresários, que somos os que mais necessitam de união, ainda nos perguntamos por que proporcionar alguma vantagem para o concorrente.

”Na verdade, essa é uma questão muito simples de responder. O concorrente não está na sala de reunião connosco, mas no campo de futebol, bar ou em casa, assistindo televisão e recebendo um monte de informações que em absolutamente nada vão ajudá-lo no dia seguinte na busca por soluções e saídas para o crescimento da sua empresa. Nessa reunião estão os vencedores. Aqueles que têm tempo para aprender e trocar informações. Os profissionais que trabalham e desejam ser úteis para a sociedade. Por isso, cada um deles está fazendo sua parte.

“Quando me perguntam qual é a vantagem de fazer parte de um Núcleo, costumo brincar. Poderia passar horas falando e dar exemplos sobre a união das empresas de reparação, mas nada expressa isso melhor do que a comparação a seguir. No que tange a garantia estadual dos serviços realizados, meu maior concorrente é a GM. A rede Chevrolet tem 24 concessionárias em 21 municípios catarinenses, poucas perto das 229 empresas de reparação que participam do programa de Garantia Estendida do NEA (Núcleo Estadual de Automecânicas de Santa Catarina) que cobrem 42 municípios. Ver os benefícios tornou-se então uma questão bem simples de aritmética.

“E qual o custo de tudo isso? Zero. Para participar é preciso apenas atender a pelo menos 14 dos 42 itens do Manual Orientativo da Cartilha do Núcleo Estadual de SC. Esses itens normalmente são mais de mudança de comportamento do que de investimento de grandes proporções. Quando um cliente entra em um destes estabelecimentos, ele está sendo atendido, na verdade, por todo o conhecimento que as 229 empresas participantes do programa foram capazes de trocar entre si.

“A partir do momento que a gente resolve fazer a diferença, nós fazemos. Quem não quer, inventa desculpas”.

Texto: Elvis Charley Ludwig
 

Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais