Sistemas de Navegação na Condução - www.autoaftermarketnews.com

newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



Sistemas de Navegação na Condução

12 Julho 2007

Possibilidade de uso inadequado e risco de distracção.

Os peritos apontam os seguintes benefícios básicos para os condutores que usam a informação de tráfico em tempo real providenciada pelos navegadores:

- Aumento da segurança com a redução da indecisão na escolha do percurso.
- Incremento da segurança por conhecimento antecipado do caminho e manobras e, graças a isso, redução de alguns comportamentos menos correctos por parte dos condutores. - Redução da eventual ansiedade quando se desconhece o caminho, assim como as condições de tráfico do destino.
- Redução do tempo de viagem ao dispor-se de cálculos de percurso, evitando desvios desnecessários.
- Diminuição do consumo de combustível e, consequentemente, de emissão e poluentes.

Os sistemas de navegação incrementam consideravelmente a segurança em situações complexas como, citando um caso concreto, a baixa visibilidade causada pela neblina. Devido às instruções proporcionadas pelos navegadores, um condutor sabe que desvio tomar muito antes de o visualizar, e preparar-se com a devida antecedência para a manobra. Além do condutor receber informação em tempo real, os sistemas de navegação dinâmicos podem oferecer informação crítica para a segurança, como, por exemplo, a presença de um veículo a circular em sentido contrário.

Se as vantagens são conclusivas, o mau uso dos sistemas de navegação pode influir negativamente na segurança da condução, sendo a causa directa a distracção. Por esse motivo, pensa-se já uma regulamentação não só sobre o uso destes sistemas por parte do utilizador como também sobre a sua localização, características e todos os aspectos que influem directamente no uso prático do navegador.

As possíveis limitações dos sistemas de navegação são:

- Durante as viagens por estradas não principais, a informação diminui em quantidade e em qualidade, razão pela qual a segurança é reduzida.
- Risco de distracção se se programar manualmente o navegador durante a condução.
- Necessidade de desviar a atenção da via para consultar o navegador.
- Menor ergonomia de utilização por pessoas de idade mais avançada.

Pelos exemplos dados os fabricantes tentam evitar este tipo de limitações que potencializam a diminuição da segurança rodoviária.

Por outro lado, à medida que o número de utilizadores do sistema aumenta, o tempo médio por viajem reduz-se, embora este facto tenda a alterar-se após 75% dos condutores terem disponível o dispositivo. Após esta percentagem, o comportamento dos demais utilizadores tende a ser o mesmo, recebendo instruções similares de condução, o que finalmente provocará efeitos negativos.

Texto: Idálio Véstias | Foto: Citroën




Citroen Picasso GPS
Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais