newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



A Valeo propõe-se ser um dos três grandes produtores mundiais de componentes

12 Março 2010

Focalizar a sua actividade em sistemas para reduzir as emissões de CO2.

Focalizar a sua actividade em sistemas para reduzir as emissões de CO2 e orientar os seus investimentos para os países emergentes. Estes são os pilares do novo plano estratégico da Valeo, um documento que revela a aspiração da companhia de converter-se em finais da década numa das três maiores multinacionais do sector e duplicar a sua actual cifra de negócio.

O fabricante francês de componentes para automóveis Valeo, apresentou o seu novo plano estratégico, que fixa como objectivo duplicar a facturação da companhia, até alcançar 15.000 milhões de euros no horizonte 2020. A Valeo, que pretende situar-se, no fechar da década, entre os três primeiros actores do sector, pretende elevar a sua cifra de negócio 33% até ao ano 2013, quando espera que a sua facturação alcance 10.000 milhões de euros. Em 2009, a facturação foi de 7.499 milhões de euros.

A multinacional fixa duas grandes prioridades estratégicas para os próximos dez anos: centrar a sua actividade em sistemas para a redução das emissões de CO2 e concentrar os seus investimentos nos países emergentes. Assim, em matéria de redução de emissões de CO2 o objectivo da empresa é que esta actividade represente em 2013 mil milhões de euros, e que este negócio aumente a sua cifra até os 5.000 milhões de euros em 2020.

Além disso, a Valeo concentrará 60% dos seus investimentos nos países emergentes, onde os custos de produção são menores, principalmente na China, Índia, Brasil, Tailândia e Turquia, além de desenvolver progressivamente a sua presença na Rússia. Na China, a cifra de negócio somará mil milhões em 2013 e 3.000 milhões em 2010.



VALEO
Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais