newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



As Tintas Aquosas e os Resíduos

22 Julho 2009

Embora amigas do ambiente, é imperativo realizar o tratamento dos seus resíduos.

As tintas à base de água contêm um nível incomparavelmente menor de Compostos Orgânicos Voláteis (VOC), relativamente às tintas tradicionais. Mas porque não se eliminaram totalmente os níveis de VOC, é imperativo ter em conta o tratamento adequado dos resíduos resultantes da limpeza dos equipamentos. É que a quantidade de solventes contidos nas tintas à base de água ainda oscila entre os 10-15%, contra os aproximadamente 80% das bases bicapa convencionais.

Quando se empregam tintas hidrossolúveis, além de todos os resíduos frequentemente gerados nas operações de pintura, também se originam latas vazias que contiveram estas tintas, sobras de tinta, águas contaminadas em virtude da lavagem de equipamentos de aplicação e utensílios empregados, e emissões para a atmosfera.

Os métodos para tratar as águas de limpeza de equipamentos de aplicação de tintas à base de água, devem ter em conta três princípios fundamentais: poupança de água, esgotamento das possibilidades de reciclagem e adequada eliminação das águas contaminadas.

Deve-se separar e não misturar estas águas ou produtos de limpeza com os dissolventes orgânicos de limpeza de equipamentos convencionais, dado que isto incrementa o custo de reciclagem destes dissolventes ou torna o processo inviável.

Para uma maior poupança de água de limpeza, recomenda-se utilizar lavadoras de pistolas, sendo que, alguns destes aparelhos de lavagem oferecem a possibilidade de reciclar e reutilizar a água.

O modo de gestão dos resíduos originados pelas tintas à base de água varia de acordo com o aconselhado pelos diferentes fabricantes de tintas. Recomenda-se, por isso, um esclarecimento com o fornecedor local de tintas, já que os fabricantes pesquisam continuamente o melhor método para resolver este problema.

Uma vez aplicada a pintura e vertida a quantidade que sobra num recipiente de resíduos adequado, a operação de limpeza das pistolas nas máquinas de limpeza, supõe um consumo aproximado de um litro de água ou produto de limpeza por pistola.

Para consumo da menor quantidade possível de água ou de produto de limpeza, estas lavadoras de pistolas, além de oferecerem a possibilidade de reciclar o produto de limpeza utilizado, adaptam-se às características e necessidades de cada um dos fabricantes de tintas, inclusivamente, alguns dispõem das suas próprias máquinas.

O resto de tinta à base de água que sobra da aplicação, no caso de não poder ser reutilizado, deve ser separado e eliminado como resíduo perigoso através de uma gestão autorizada. As águas de limpeza contaminadas com tinta não devem ser vertidas no solo nem no saneamento público, pois continuam a ser contaminantes, daí que se deva cumprir os requisitos legais e seguir as recomendações dos fabricantes.

A utilização de produtos à base de água nos processos de pintura permite obter uma melhor qualidade da atmosfera e reduzir as emissões contaminantes. Mas, como foi referido atrás, não totalmente em virtude da pequena quantidade de solventes que ainda permanecem.

A aplicação de tintas à base de água em conjunto com o tratamento adequado dos resíduos resultantes da limpeza dos equipamentos, contribuem para melhorar grandemente o meio ambiente e a imagem de compromisso social da oficina, um dado cada vez mais importante na medida em que os temas ligados ao meio ambiente despertam um crescente interesse por parte da opinião pública.

Texto: João Lima
 

Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais