newsletter

Receba gratuitamente e em 1ª mão as notícias do aftermarket automóvel! 



O Purificador do “Sistema Sanguíneo”

3 Setembro 2009

O filtro de óleo retém as partículas abrasivas, as sujidades e os resíduos de combustão.

Para um bom funcionamento do motor, é absolutamente necessário garantir, por um lado, a limpeza do filtro e, por outro lado, as qualidades intrínsecas do óleo... o que implica uma vigilância periódica dos elementos de filtragem e a sua substituição no decorrer de cada operação de drenagem do óleo.

Tal como o corpo humano, também o motor de um veículo possui um “sistema sanguíneo”: trata-se do circuito de óleo. Do mesmo modo, também este respira o ar ambiente e consome um líquido: o carburante.

Tal como todos nós, também o motor não consegue viver sem líquidos limpos. As partículas abrasivas, de origens internas e externas, provocam um desgaste significativo, podendo, inclusivamente, danificar o motor. Torna-se, pois, necessário reduzir para o mínimo o tamanho e a quantidade destas partículas. Esta tarefa está confiada à filtragem.

Nos motores, os filtros de óleo impedem a passagem das impurezas de origens externas ou internas. Deste modo, os referidos filtros desempenham um papel fundamental na longevidade dos motores.

A mudança do filtro de óleo conserva os desempenhos do motor e prolonga o tempo de vida útil deste. É importante respeitar as indicações dos construtores quanto à substituição do filtro de óleo, normalmente na altura da substituição do óleo.

Texto: João Lima e Purflux | Foto: Purflux
 




Filtro de óleo
Quem Somos   |   Contactos   |   Publicidade   |   MKT Empresas   |   Condições Legais